13/03/13

O perigo do Cabo da Boa Esperança

Durante a viagem para à Índia, enquanto dobravam o Cabo da Boa Esperança, aconteceu algo que já era temido, algo que já tinham ouvido falar nas lendas. Naquele momento, mais que nunca, temiam pelas suas vidas.
Começaram a sentir o barco a abanar e todos perguntavam:
- O que é isto? Mas o que é que está a acontecer?
Ninguém tinha resposta para aquelas perguntas. De repente, apareceram lindas sereias, que tinham uma cauda grande e para cima da cintura, conchas a brilhar que as tapavam. Tinham olhos de tristeza, de falta de carinho e os marinheiros começaram a dizer:
- Mas que sereia tão linda, tão bela!!!!!!
Todos se iludiram pelas sereias. De repente, as sereias ficavam com os olhos todos vermelhos e com dentes aguçados. Um marinheiro começou a gritar e elas ficaram a olhar para ele com os olhos normais:
- Cuidado, isto é tudo uma ilusão! Elas são monstros só nos querem levar para o fundo do mar para morrermos e se alimentarem de vós!!
- Estás maluco! Como é que uma beldade desta é um monstro como tu dizes?- perguntou, sem tirar os olhos da sereia.
Apressadamente, as sereias mudaram a cor dos os olhos e afogaram os homens. Apenas um sobreviveu, aquele que tinha chamado a atenção dos marinheiros.
Esse marinheiro  chegou à Índia e foi para Lisboa contar à grande aventura.  


texto de: Marlene Silva, nº7, 8º B

Sem comentários:

Enviar um comentário