13/03/13

O poder do Amor

Era uma vez, uma rapariga chamada Maria. Ela era uma rapariga bonita e humilde que trabalhava numa casa de uma senhora muito rica. Num dia de sol, estava Maria a regar as flores quando viu um rapaz loiro e de olhos azuis. Ele, mal a viu, ficou logo apaixonado. Foi ter com ela.
- Olá. Chamo-me Rafael. - disse ele. – E tu?
- Sou a Maria. – respondeu ela.
- Digo-te uma coisa, és a rapariga mais linda que já vi. – elogiou ele.
- Obrigada. Desculpa, mas tenho de ir trabalhar senão a minha patroa despede-me. – disse a Maria.
- Está bem. Adeus. Gostei muito de te conhecer. – disse ele.
E foi trabalhar.
Rafael era um rapaz rico que morava na casa ao lado da qual trabalhava a rapariga. Todos os dias eles se cruzavam e falavam. Um dia, foram dar um passeio pelo parque e o rapaz disse:
- Sabes, há muito tempo que não me sentia assim.
- Como? – perguntou ela.
- Assim… Tenho uma coisa para te dizer, já há muito tempo. – disse ele.
- Diz. – insistiu ela.
- Estou completamente apaixonado por ti. – disse ele.
Ela ficou sem palavras. De repente, eles beijaram-se.Passados alguns dias, ele levou-a a conhecer os pais. Quando os pais dele souberam que ela era empregada, não a aceitaram e fizeram de tudo para os separar.
Mas não conseguiram. Sem o consentimento dos pais, ele fugiu de casa e levou a Maria. E assim viveram felizes para sempre


Texto de: Inês Alves, nº10, 8ºB

Sem comentários:

Enviar um comentário